PROMOÇÃO - Magazine Luiza - NÃO PERCA!

Encontre no blog...

18/01/2009

Azeite diminui colesterol e riscos de trombose

Azeite diminui colesterol e riscos de trombose


O maior mérito do azeite de oliva é a predominância de gordura monoinsaturada, menos nociva à que as poliinsaturadas.

O maior mérito do azeite de oliva é a predominância de gordura monoinsaturada, menos nociva à que as poliinsaturadas. Ele favorece a digestão, aumentando a absorção de nutrientes, e ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, evitando a formação de coágulos. No sangue. Além disso, contribui para reduzir o nível de colesterol total do sangue: ele diminui o mau colesterol (LDL) e faz subir ligeiramente o bom colesterol (HDL). O azeite de oliva previne úlceras e cálculos biliares. Alguns estudos inclusive associam o seu consumo a uma menor incidência de vários tipos de câncer. Ele é recomendado para diabéticos, pois melhora a assimilação de açúcar e a tolerância à glicose. É bom também para as crianças, pois estimula o crescimento e a absorção de cálcio.


Os principais fatores que influenciam na qualidade do azeite de oliva são: variedade das azeitonas, condições climáticas, práticas de cultivo, estado de maturação das azeitonas, acidez e tempo de processamento dos frutos após a colheita. Embora haja quatro diferentes tipos de azeites de oliva, todos têm o mesmo valor nutritivo. Uma colher de sopa de azeite de oliva tem 120kcal e 14g de gordura.

Tipos de azeite de oliva:
Extra virgem – O mais nobre de todos, mais puro e com menor acidez. Vem da primeira prensa das azeitonas, sem sofrer influência de calor, aditivo ou solvente. Para valorizar seu sabor, deve ser servido cru, em saladas, queijos e pães.

Virgem – Extraído da segunda ou terceira prensagem da azeitona, é o pouco menos nobre, sendo levemente adocicado.

Refinado – Passa por um processo de neutralização, descoloração e desodorização, após ser extraído de outras prensas de azeitona

Comum ou puro – É a mistura do refinado com virgem e é o mais barato

Como conservá-lo?

Guarde seu azeite em temperatura ambiente e constate (em torno de 20 a 25 graus), em locais de pouca luz, como armário fechados.
Consuma-o logo. Quanto mais saboroso. Suas qualidades nutritivas, porém , se conservam até o final de seu prazo de validade
O azeite deve ser consumido em até dois anos após sua produção e em até seis meses depois de aberto. Mas não abuse dele! Azeite em demasia também pode levar à obesidade.

Fonte: Revista Pro Teste Nº47 página 7/ maio 2006


Para quem quiser saber mais sobre o azeite, visite o site aplicações do azeite.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Post? Então espalhe!

Quem está curtindo...

Encontre no blog...

Gostou? Então espalhe!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More