PROMOÇÃO - Magazine Luiza - NÃO PERCA!

Publicidade:

Encontre no blog...

07/10/2009

Sistema RFID – o novo substituto do código de barras

image

Códigos de barras, quem vai substituí-los?

image

Atualmente estamos familiarizados com as etiquetas de barras e os leitores óticos. Seria quase impossível hoje não utilizarmos esta tecnologia.

Quase todos os produtos industrializados, boletos bancários, postagens tipo sedex ou similares, sistemas de produção e logística, controles laboratoriais, etc, utilizam códigos de barras impressos em etiquetas que facilitam a leitura das informações automatizando e agilizando os processos de controle e análise através de um computador.

Mas com os avanços tecnológicos cada vez mais rápidos, em breve precisaremos de sistemas muito mais eficientes e ainda mais práticos.

Mas afinal, quais são as novas tecnologias que poderão substituir os códigos de barra?

Bem, pesquisando na net, pude encontrar dois sistemas que mais se aproximam da realidade prática. São eles, o RFID e o BOKODE.

RFID

image

Tecnologia quem vem sendo estudada há alguns anos, que significa Identificação por Rádio Frequência (Radio-Frequency IDentification).

O RFID é uma tecnologia de comunicação de curto alcance, pois as etiquetas RFID poderão ser lidas automaticamente por sensores, dispensando o trabalho manual e individual de leitura dos códigos.

Imagine que você poderá fazer compras em um supermercado, colocar os produtos no carrinho e na saída, sem precisar passar em caixas, os sensores identificam os produtos e debitam automaticamente da sua conta bancária.

Outras possíveis aplicações:

Controle de estoque: dispensará balanços mensais, pois você teria relatórios precisos online de todos os produtos em estoque e suas quantidades.

Pagamento em trânsito: adeus tickets de entrada e saída, pois com uma identificação RFID os sensores poderão identificar a hora e dia que você entrou e saiu, fazendo o cálculo e a cobrança de maneira automática em seu banco ou cartão de crédito. Este sistema já está sendo utilizado em pedágios. Mas podem também ser utilizados em estacionamentos, estádios de futebol, cinema, teatro, ou seja, irá evitar filas e caixas para a cobrança…

Rastreamento de animais: Com a crescente ameaça de extinção que sofrem diversas espécies de animais em todo o mundo, o sistema RFID é bastante útil para este tipo de controle, pois etiquetas inseridas em animais criados em cativeiros e soltos na floresta podem dar sua exata posição. Isso facilita em muito o trabalho de biólogos na hora de verificar como foi a adaptação do animal em seu “novo” habitat.

Além disso, chips inseridos em animais domésticos (como cães e gatos) podem acabar com o grande número de bichos abandonados nas grandes cidades, afinal, desta forma se tem um controle sobre quem é o dono do animal, facilitando a aplicação de medidas legais para coibir este tipo de atos.

Rastreamento de cargas: Para maior segurança na proteção de roubo de cargas, empresas de transporte e logística já vêm implantando o sistema de RFID para rastrear suas cargas. Isso é, acima de tudo, uma medida de segurança, visto que o rastreamento pretende coibir a ação de ladrões, afinal, não importa para onde vá, a carga terá sua posição localizada em tempo real.

Modalidades esportivas: Atualmente, algumas modalidades de corridas utilizam este sistema para medir com precisão o tempo de volta de cada piloto. Assim, etiquetas passivas implantadas nos veículos são lidas por diversas antenas instaladas pelo circuito, o que confere ainda mais precisão para a medição das voltas.

Identificação biométrica: Esta tecnologia também pode facilitar a vida das pessoas através de identificações biométricas, como passaportes e documentos de identidades. Desta forma, um chip de RFID seria implantando em um único documento e ali estariam contidas todas as informações básicas a seu respeito: números de documentos, cor dos olhos, altura, impressões digitais, etc.

Obstáculos a serem superados

Porém, o sistema RFID ainda possui alguns problemas a serem superados para que substituem definitivamente os códigos de barras atuais, como: Preço elevado com a necessidade de equipamentos e sensores ainda muito caros, Segurança com as possíveis intercepções na transmissão de dados e a necessidade de baterias com maior vida útil.

O Sistema RFID vai substituir totalmente os códigos de barras?

Os próximos passos desta tecnologia ainda são incertos, mas especialistas garantem que ela não deve substituir o código de barras, mas sim que os dois podem coexistir normalmente. Isso porque a demanda de cada uma destas tecnologias pode ser diferente, de acordo com a finalidade de determinados produtos e equipamentos. Ao que tudo indica, esta tecnologia deve “pegar” mesmo na questão de identificação de produtos e controle de estoque.

Fonte: Baixaki

Literatura: Wikipédia, Info online, Como tudo funciona, Inovação Tecnológica e WNews.uol

até mais… ( byALF )

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Post? Então espalhe!

Quem está curtindo...

Encontre no blog...

Gostou? Então espalhe!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More